sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

MPPE vai abrir investigação criminal contra Pedro Eurico

Oposição entregou denúncia contra Pedro Eurico ao procurador-Geral de Justiça, Carlos Guerra

Foto: divulgação/oposição

O procurador-Geral de Justiça, Carlos Guerra, anunciou nesta quinta-feira (4) que o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) vai abrir um procedimento investigativo de ordem criminal para analisar as declarações do secretário de Justiça, Pedro Eurico, de que manteria conversas com detentos do sistema prisional pernambucano por meio de telefones celulares.O processo será conduzido por Clênio Valença, da Sub-procuradoria Criminal, e deve começar por uma análise do documento entregue pela bancada de oposição da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). Segundo Carlos Guerra, não há como dizer agora se será necessário quebrar o sigilo telefônico de Pedro Eurico, como pede o líder da oposição, Silvio Costa Filho (PTB).

A denúncia oferecida ao MPPE afirma que as declarações do secretário ferem o Código Penal e a Lei de Execuções Penais. O procedimento interno não tem prazo para ser concluído. Uma cópia do áudio da reunião da Alepe em que Pedro Eurico fez as declarações polêmicas também foi anexada.

Durante a reunião, o deputado Edilson Silva (PSOL) também entregou a Carlos Guerra a representação da Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Alepe que pede uma apuração sobre a conduta de Eurico e do secretário de Defesa Social, Alessandro Carvalho, sobre o fato de o governo ter sido avisado das fugas ocorridas em dois presídios do Estado em janeiro e não ter conseguido evitá-las.

Ao JC, Pedro Eurico disse estar a disposição do Ministério Público para prestar quaisquer esclarecimentos. Ele disse estar absolutamente tranquilo com a medida porque todas as denúncias feitas ao MPPE devem ser investigadas e garantiu não ter nenhum envolvimento com atividades delituosas. (JC Online)

Prefeitura e Celpe firmam parceria para diminuir contas de luz de famílias carentes

Uma parceria entre a Secretaria Municipal de Assistência Social e a Celpe, tem proporcionado a centenas de famílias afogadenses a substituição gratuita de lâmpadas de mercúrio por modernas lâmpadas LED, que duram 25% mais e reduzem o consumo de energia em 84%. A ação faz parte da nova estratégia da empresa de buscar uma maior aproximação com os clientes, fortalecendo mecanismos de parceria e interação com os diversos segmentos da sociedade que se utilizam dos serviços da empresa.

Serão trocadas mil lâmpadas, beneficiando cerca de 300 famílias (cada família recebe três unidades). A Secretaria de Assistência e a coordenação do Programa Bolsa Família instalaram toda a infraestrutura necessária para a ação, que teve início nesta Quinta (04), no Conjunto Residencial Laura Ramos. “Essa ação é fundamental pois vai baixar ainda mais o custo da conta de luz de famílias extremamente carentes, onde toda economia significa muito,” afirmou a Secretária Municipal de Assistência Social, Joana Darc.

A Secretaria fez uma seleção de todas as famílias Residencial Laura Ramos que são de baixa renda e estão cadastradas no bolsa família ou nos benefícios de prestação continuada. Como há no local um alto grau de inadimplência com a Celpe, a Secretaria também está convocando moradores do Sobreira, Cohab, São Braz, Padre Pedro Pereira, Residencial Dom Francisco e Miguel Arraes para participarem da ação, desde que atendam os requisitos da Celpe.

A ação continua nesta sexta, na Quadra E do Conj. Laura Ramos, no horário  de 08 ao meio-dia e de 14 às 17h. Para participar, o morador precisa apresentar comprovante que reside em Afogados e a última conta de energia paga.  

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Agentes penitenciários discutem greve nesta quinta-feira

Os agentes penitenciários de Pernambuco podem declarar estado de greve nesta quinta-feira. Uma possível greve geral e pequenas paralisações estarão em pauta numa reunião, convocada em caráter extraordinário pelo  Sindicato dos Agentes e Servidores no Sistema Penitenciário do Estado de Pernambuco (Sindasp-PE). Nesta terça, a categoria marca presença na Alepe, onde os secretários estaduais Pedro Eurico (Justiça e Direitos Humanos) e Alessandro Carvalho (Defesa Social) prestarão esclarecimento sobre a situação dos presídios em Pernanambuco. 

Para o presidente do Sidasp-PE, João Carvalho, as fugas em massa que ocorreram na Penitenciária Barreto Campelo, em Itamaracá, e no Complexo Prisional do Curado, no mês de janeiro, demonstram as dificuldades enfrentadas e a omissão do governo estadual. 

“O estado está postergando equipamentos, materiais, agentes, viaturas, há mais de um ano. Desde que o estado de emergência foi decretado, o governo teve tempo, dispensa de licitação e não tomou nenhuma atitude para adquirir colete, munição, efetivo”, denuncia Carvalho. 

A assembleia da categoria acontece às 16h, no auditório do 10º andar do Edifício Círculo Católico, na Boa Vista. (DPnet)

Prefeitura do Recife ultrapassa limite de alerta da LRF

Prefeito do Recife, Geraldo Julio foi a Câmara dos Vereadores fazer a abertura do ano legislativo

Foto: Inaldo Lins/PCR/Divulgação

A Prefeitura do Recife ultrapassou, pela primeira vez desde a vigência da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), em 2000, o limite de alerta de gastos com pessoal. Na prática, não haverá punições. O prefeito Geraldo Julio receberá um comunicado do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE) apontando o sinal amarelo nas contas. Porém o dado, que integra o balanço orçamentário do terceiro quadrimestre de 2015, mostra uma tendência de subida nos gastos com a folha e indica que a administração municipal fica com menos gordura para queimar em um contexto de tendência de piora na economia, conforme informações do JC Online.

Ano passado, o governo do Estado recebeu alerta do TCE por ultrapassar o limite prudencial, mas fechou o quadrimestre respirando mais aliviado nos gastos com pessoal. No último quadrimestre de 2015, a gestão Geraldo comprometeu 49,74% com folha de pagamento. O “limite de alerta” é disparado quando o gestor compromete entre 48,6% e 51,29% da receita.

O problema ganha forma caso o percentual não seja reduzido e o gasto atinja os limites prudencial (51,3% a 54%) ou o máximo (54%). Caso ultrapasse o limite prudencial (despesa com pessoal variando entre 51,3% e 54% da Receita Corrente Líquida (RCL),  a LRF proíbe o gestor de realizar atos que aumentem a despesa com pessoal. São proibidos, salvo algumas exceções: a concessão de vantagem, aumento, reajuste ou adequação de remuneração, a criação de cargo, emprego ou função, a alteração de estrutura de carreira que implique aumento de despesa, o provimento de cargo público, admissão ou contratação de pessoal, e a contratação de hora extra. Se ultrapassar o limite máximo (54%), há um extenso rol de vedações que vão desde a aplicação de penalidades ao gestor até a proibição de celebrar convênios com os governos estadual e federal.

Ciente do cenário adverso, o secretário municipal de Finanças, Ricardo Dantas, pontua que o sinal não tem efeito prático. Mas, dois obstáculos surgem para dificultar a readequação: aumento no salário mínimo e piso nacional do magistério. O reajuste, de acordo com a legislação, é de 11,36%. Segundo Ricardo Dantas, para não inflar ainda mais os gastos, a Secretaria de Administração iniciou negociação com alguns setores para analisar a questão salarial. O titular da pasta deve participar de audiência pública na Câmara dos Vereadores no próximo dia 18 para apresentar o balanço.

Em 2015, também houve frustração de receitas em R$ 1,8 bilhão. A expectativa da gestão era arrecadar R$ 5,9 bilhões. No entanto, face a crise, a arrecadação foi pouco mais de R$ 4 bilhões. “Metade disso (da frustração) tem a ver com as operações de crédito que não aconteceram. Você analisa a receita corrente líquida e a frustração é menor”, explica Dantas. Na comparação com 2014, houve leve alta de 0,2% na Receita Corrente Líquida (RCL), mas ainda muito abaixo da inflação. Nas operações de crédito, o baque também foi grande. Do R$ 1 bilhão previsto chegaram, apenas, R$ 189 milhões. O empréstimo com o Banco Mundial, avaliado em US$ 220 milhões, é esperado como alternativa para incrementar os investimentos. Em ano eleitoral, a oportunidade de “turbinar” o caixa é visto como saída para concretizar as entregas previstas no plano de governo apresentado pelo prefeito em 2012.

Nova diretoria do sindicato dos Trabalhadores de Flores é empossada

Por Kátia Gonçalves – Comunicadora Popular do Cecor

Na manhã desta segunda-feira (1), aconteceu a cerimonia de posse da nova diretoria e do conselho fiscal do Sindicato dos Trabalhadores e das Trabalhadoras Rurais de Flores. A solenidade reuniu, das 8h às 12h, na sede do próprio Sindicato,  agricultores/as, representantes de ONG’s e do governo, dos bancos, sindicatos,  das associações e  cooperativas. 

A nova diretoria formada por João Laércio Ferreira (presidente), João Batista dos Santos (Vice Presidente), Andréa Daniele da Silva (Secretária Org. e Formação Política para as Mulheres), Mirian Maria Vieira Ribeiro Alves (Secretária de Finanças), Augustinho Barbosa dos Santos (Secretário de Política, Agricultura e Agrícola), Hernando Nunes da Silva (Secretário de Política e Juventude),  cumprirá o mandato até Janeiro de 2020. O Conselho Fiscal ficou sendo representando por Francisco Miguel de Lima, Maria Aparecida Rodrigues Medeiros e Francisco Bezerra de Andrade. 

Empossado, o Presidente eleito, Laércio Ferreira, agradeceu a presença de todos os convidados presentes e disse que não foi fácil construir a direção da chapa, mas uma vez vencida, todos os membros vão honrar com a confiança depositada por cada trabalhador e trabalhadora.  “A confiança se alicerça em continuar com as discursões nas assembleias, reuniões de bases, para que juntos possamos atingir nossos objetivos. Como disse nosso companheiro, também presente na posse, Josué Moreno, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de São José do Belmonte, ‘Não estamos só. Além da força que vem dos homens, mulheres e jovens do campo, temos nosso parceiros”, Lembrou,  Laércio.

Convidado a compor à mesa, o coordenador geral do Cecor, Espedito Brito, parabenizou todos os empossados e se colocou à disposição para contribuir com a luta, porém, alertou que é preciso encarar os novos desafios atentamente. 

“Contrariando as previsões meteorológicas, as chuvas voltaram. Isso é bom, mas sabemos que a chuva por si só não resolve todos os problemas. Por exemplo, como vamos comercializar nossa farta produção? Como intensificar o diálogo com o gestor público para que o Programa Nacional de Alimentos Escolares (PNAE), possa absorver mais produtos da agricultura familiar? As chuvas vão nos possibilitar uma boa produção de alimentos agroecológicos, contudo, lembro que somos bons produtores e não tão bons comerciantes” alertou, Espedito.

Após as colocações de sucesso e boa sorte aos eleitos, os responsáveis pela cerimonia, Lucenir Silva e Antônio Filho, ambos da Federação dos Trabalhadores na Agricultora do Estado de Pernambuco (FETAPE), deram por encerrado o evento.  

STR de Flores – Fundado em 1971, o sindicato tem a missão de representar e definir, mobilizar e organizar os/as trabalhadores/as rurais do município de Flores, na perspectiva de um desenvolvimento rural sustentável e solidário, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida no campo e na cidade e para uma sociedade mais justa.

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

IFPE oferece vagas em diversos cargos

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco (IFPE) publicou o edital de concurso público no intuito de preencher 52 vagas dos níveis fundamental, médio, médio/técnico e superior. As oportunidades são para o quadro técnico-administrativo em Educação, em carreiras como jornalista, médico, enfermeiro, auxiliar em administração, asisstente de alunos, entre outras. As remunerações variam de R$2.197,04 a R$4.124,54, já com os R$458 de auxílio-alimentação, e a carga horária semanal pode ser de 20, 25 ou 40 horas.

As inscrições começam na quarta-feira, 3 de fevereiro, e terminam no dia 24 do mesmo mês. Para se candidatar, é necessário acessar o site da comissão de vestibular da instituição e quitar as taxas, de R$100 para as carreiras de nível superior e R$80 para as demais. Os candidatos inscritos no CadÚnico do Governo Federal que forem membros de família de baixa renda estarão isentos do pagamento. A isenção poderá ser solicitada no mesmo endereço eletrônico, de 3 a 5 de fevereiro.

As provas objetivas acontecerão no dia 3 de abril, em Recife. Os concorrentes serão testados em Língua Portuguesa, Conhecimentos Específicos e Matemática/Raciocínio Lógico, este último exceto para cargos de nível superior. O certame ainda terá segunda etapa, onde os classificados da primeira fase nos cargos de técnico de todas as áreas, além de revisor de texto braille e tradutor e intérprete de Sinais passarão por exame prático/operacional, no período de 25 a 29 de abril. O regime de contratação é o estatutário, garantindo a estabilidade. Durante a validade do concurso, de dois anos renovável por igual período, o instituto poderá convocar mais aprovados dentro do cadastro de reserva.

Apac divulga alerta de fortes chuvas até esta segunda-feira

Alerta foi emitido para a Região Metropolitana, Mata Sul e Agreste

Foto: Gustavo Belarmino/NE10

A Agência Pernambucana de Águas e Climas (Apac) divulgou neste domingo (31) um alerta de fortes chuvas para as próximas 24 horas na Região Metropolitana, Mata Sul e Agreste de Pernambuco, segundo informações do JC Online.

A estimativa do órgão é de que as precipitações ultrapassem os 30 mm na Zona da Mata na manhã e tarde deste domingo (31). Já nesta segunda-feira (1º), as precipitações deverão ser mais significativas na Mata Sul e Agreste.

As equipes de prontidão da Secretaria Executiva de Defesa Civil do Recife (Sedec) podem ser acionadas pelo telefone 0800 081 3400. A ligação é gratuita e a Central de Atendimento funciona 24h.

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Prefeitura de Afogados: 37º mês seguido pagando o salário dos servidores em dia

A Prefeitura de Afogados da Ingazeira começa o ano assim como fez nos três anos anteriores: pagando em dia o salário dos servidores públicos municipais. O que em tempos normais seria encarado como mera obrigação, passa a ser digno de elogio tendo em vista a grave crise que afeta todos os setores da economia brasileira. Sobretudo se levarmos em conta o quadro generalizado de quebradeira nas finanças dos municípios, com Prefeituras demitindo e atrasando durante meses os salários de seus servidores.

“Nossas receitas tem caído drasticamente. O país em crise, as empresas produzem menos, há menos consumo, menos arrecadação e, consequentemente, menos repasses para os municípios. Mas temos feito um planejamento eficiente e estamos garantindo, pelo 37º mês consecutivo, o pagamento em dia dos servidores,” destacou o Secretário de Finanças de Afogados, Ney Quidute.

A partir desta sexta (29) serão injetados 2,3 milhões nos setores de comércio e serviços de Afogados da Ingazeira, dinamizando a economia local às vésperas do Carnaval. Receberão seus vencimentos, a partir de hoje, 1.221 servidores, incluindo aposentados e pensionistas. Confira o calendário de pagamento:

29 de Janeiro – Administração, Agricultura, Assistência Social, Controle Interno, Cultura e Esportes, Educação, Finanças, Infraestrutura, Transportes, Coordenadoria da Mulher, Ouvidoria, Gabinete, Procuradoria, Aposentados e Pensionistas.

01 e 02 de Fevereiro - Saúde

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Comissão da Câmara identifica possível foco do mosquito da dengue em obra paralisada da MAF

Atendendo a solicitação de moradores do bairro São Cristóvão (Pacus), a Comissão que fiscaliza as obras da MAF da Câmara de Vereadores de Afogados da Ingazeira esteve conferindo de perto um possível foco do mosquito da dengue em uma estação elevatória das obras que atenderão o saneamento básico no município na última terça-feira (26).

O Presidente da Comissão, Vereador Igor Mariano, informou que irá notificar a Compesa para que cobre da MAF a resolução do problema: “Estivemos conferindo in loco o problema, irei encaminhar ofício para Compesa pedindo urgência na resolução deste problema, as obras estão paradas e na estação elevatória está acumulando muita água das chuvas, estamos em estado de emergência e devemos intensificar o combate ao mosquito da dengue, é um problema de saúde pública”, destacou o parlamentar.

Já o Vereador Raimundo Lima reforçou a importância da participação da população na cobrança: “Recebemos essa denúncia através do debate da Rádio Pajeú, imediatamente nos deslocamos até o local e verificamos a irregularidade, a população é sempre o primeiro fiscal e deve informar aos meios de comunicação e a Comissão que fiscaliza, espero que sejam adotadas medidas urgentes”.

A Comissão que fiscaliza a obra de saneamento acumula uma série de denúncias feitas e resolvidas e continua fazendo seu trabalho, realizando visitas semanalmente. Qualquer informação deve ser repassada para Secretaria da Câmara de Vereadores de Afogados da Ingazeira.

MEI não pode pedir seguro-desemprego

Demitidos sem justa causa têm que recorrer à Justiça

JC Imagem

Ao passo que cresce o número de demissões decorrentes do cenário recessivo do País, o governo federal aumenta o cerco sobre a concessão do seguro-desemprego. Uma regra que existe desde 1990 passou a ser aplicada com mais rigor. Se o empregado de carteira assinada foi demitido sem justa causa mas tinha uma empresa (um CNPJ) em seu nome, o pedido do benefício é negado, ainda que a firma esteja inativa e não gere renda para o solicitante. Isso inclui uma nova – e crescente – categoria de empresário: o Microempreendedor Individual (MEI), inscrição sob a qual estão quase 200 mil pessoas somente em Pernambuco, segundo informações do JC Online.

De acordo com informações do Ministério do Trabalho e Previdência Social enviadas ao JC, o indeferimento do pedido de seguro-desemprego é baseado na Lei 7.998, de 1990, que determina “não possuir renda própria de qualquer natureza suficiente à sua manutenção e de sua família” como critério indispensável para a concessão do benefício. Contudo, em outubro do ano passado, foi emitida uma nova orientação operacional, “indicando que deveria ser anexada informação de inatividade da receita para o ano da demissão”, comprovada pela Declaração Simplificada da Pessoa Jurídica (DSPJ – Inativa). Desse modo, mesmo com CNPJ, o solicitante era atendido com a comprovação de que não tinha renda extra com a empresa.

Em dezembro, no entanto, outra orientação fez com que não fosse mais aceito o documento. “Em razão de não haver validação dos dados declarados para a Receita Federal, somente poderia considerar a empresa como não geradora de renda potencialmente a partir da sua liquidação e de sua baixa no Registro Público de Empresas Mercantis”, informou o órgão, que alega não ter como atestar que a defesa do desempregado é verdadeira. O ministério não respondeu à reportagem a respeito do número de benefícios que foi negado sob esse critério no País e em Pernambuco. 

TJ-PE derruba suspensão de reajuste nas tarifas

O Presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJ-PE), Frederico Neves, acatou o pedido do governo estadual para derrubar suspensão do aumento nas tarifas de ônibus; com o reajuste, o anel “A” passa dos atuais R$ 2,45 para R$ 2,80. Já o anel “B” passa de R$ 3,45 para R$ 3,83. (BR 247)

FPM de Pernambuco terá redução na última parcela de janeiro e prefeituras podem não pagar salário completo

Os prefeitos das cidades do interior de Pernambuco terão sérias dificuldades para o pagamento do primeiro salário de 2016.  É que o valor que será creditado nesta sexta-feira, dia 29 de janeiro, nas contas das prefeituras brasileiras (o repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) referente a 3.ª parcela do mês de janeiro de 2016) será de R$ 152.260.917,00, já descontada a retenção do Fundeb. Em janeiro do ano passado, o mesmo repasse foi de R$ 156.598.061,80.

Na prática, isso quer dizer o seguinte: um número muito alto de prefeitos simplesmente não terá recursos para pagar os salários de janeiro, que já embutem a correção de 11,60% do salário mínimo, que passou de R$ 788 para R$ 880. Como 65% dos salários pagos pelas prefeituras no Nordeste é de um salário mínimo, a redução das transferências, combinada com o aumento do salário mínimo, não vai gerar verba suficiente para que um grande número delas pague os salários de janeiro.

Em todo o Brasil, o valor será de R$ R$ 2.478.432.304,46, já descontada a retenção do Fundeb. Em valores brutos, isto é, incluindo a retenção do Fundeb, o montante é de R$ 3.098.040.380,58.

Em valores brutos, isto é, incluindo a retenção do Fundeb, o montante é de R$ 3.098.040.380,58. Em comparação com o segundo decêndio de janeiro de 2015, o presente decêndio teve uma queda de 2,78%, isso em termos brutos e reais.

Quando se considera o valor nominal dos repasses e ignorando as consequências danosas da inflação no poder de compra do dinheiro, houve um crescimento de 6,28%.

Se somados os valores dos 3 decêndios e do repasse extra do presente mês, nominalmente, o fundo atingiu o montante de R$ 7,098 bilhões frente aos R$ 8,131 bilhões mesmo período de 2015. Isso representa uma queda nominal de 12,71% e uma queda real ainda mais expressiva: 20,15%.

É importante ressaltar que queda nominal do fundo é extremamente prejudicial aos gestores municipais, pois reduz efetivamente o valor repassado e deixa apenas sobre as prefeituras o ônus de lidar com a inflação.

Os primeiros repasses do ano refletem a baixa arrecadação realizada devido as fracas vendas de fim de ano. Tais repasses são um indício de que o fundo será profundamente prejudicado pela crise que se mantém no novo ano.

Entretanto, a expectativa da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) é que nos próximos meses o fundo cresça nominalmente em relação ao mesmo período de 2015: 4,1% de crescimento em fevereiro e 5,7% em março. (JC Online)

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

MPPE recomenda a quatro municípios não realizar gastos com o Carnaval enquanto não regularizarem folha de pagamento em atraso, entre eles São José do Belmonte

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou aos prefeitos de Aliança (Cláudio Bezerra), São José do Belmonte (Eugênio Lins), Glória do Goitá (Zenilto Vieira) e Itamaracá (Paulo Batista) que não realizem gastos com o Carnaval, especialmente festas e shows, utilizando recursos públicos municipais enquanto a folha de pessoal do município estiver atrasada, incluindo os casos em que a inadimplência atinge apenas parcela dos servidores municipais, e mesmo que estes sejam ocupantes de cargos comissionados e contratados temporários.

Os promotores de Justiça Sylvia Câmara de Andrade (Aliança), Thinneke Hernalsteens (São José do Belmonte), Francisco Assis da Silva (Glória do Goitá) e João Alves de Araújo (Itamaracá) ressaltam que há notícias de municípios, mesmo na situação de atraso de folha de pagamento, prevendo gastos com o carnaval, especialmente festas e shows, conforme consta no ofício do Ministério Público de Contas – TCMPCO – MP n°008/2016, de 18 de janeiro deste ano. Entende-se que os gestores, ao realizarem gastos com festa carnavalesca enquanto as folhas salariais dos servidores estão atrasadas, em parte ou na sua totalidade, violam, com suas condutas, o princípio da moralidade administrativa, previsto no caput, artigo 37, da Constituição Federal.

Os gestores devem informar ao MPPE, mediante ofício, as providências adotadas para dar cumprimento às recomendações do MPPE.

Ação conjunta – As recomendações são resultado de uma ação conjunta do MPPE com o Ministério Público de Contas (MPCO-PE) para que os promotores de Justiça emitam recomendações (ou outro instrumento jurídico adequado) para os prefeitos dos municípios que se encontram inadimplentes com o pagamento de folhas salariais de servidores municipais, além dos comissionados e temporários, e, em paralelo, se preparam para realizar gastos com o Carnaval, inclusive festas e shows, alertando-os da violação aos princípios da administração pública, especialmente aos princípios da eficiência e moralidade administrativa.

Lava Jato agora se conecta com imóvel no Guarujá

Batizada de "triplo X", nova fase da operação sugere que o ex-presidente Lula é um dos alvos; nome foi dado à investigação do condomínio Solaris, no Guarujá (SP), onde está o triplex do qual Lula já teve uma cota por meio da Bancoop, devolvida no ano passado; o procurador Carlos Fernando dos Santos (à dir.) afirmou em coletiva de imprensa que "todos os apartamentos [do empreendimento] estão sendo investigados", não apenas o de Neuci Warken, presa em São Paulo nesta quarta, e inclusive o de familiares do ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, em nome da OAS; questionado diretamente sobre Lula, o procurador respondeu: "Nós investigamos fatos. Se tiver algum apartamento lá em seu nome ou no nome de seus familiares, nós vamos investigar"; no fim de semana, um procurador do MP-SP anunciou que indiciaria Lula e Dona Marisa por ocultação de patrimônio. (BR 247)

Justiça suspende aumento da tarifa de ônibus no Grande Recife

Juiz José Marcelon Luiz e Silva, do 4º Juizado da Fazenda Pública da Capital, suspendeu em decisão liminar o aumento da passagem de ônibus no Grande Recife, que havia sido decidida pelo Conselho Superior de Transporte Metropolitano (CSTM); decisão acatou ação de um estudante, membro do conselho; reajuste de 14,42% que fez a tarifa A subir para R$ 2,80 e a tarifa B para R$ 3,85 nos ônibus que circulam na Região Metropolitana do Recife (RMR) está em vigor desde terça-feira (19). (PE 247)